Faturamento hospitalar

A cobrança de visita hospitalar após ato cirúrgico

Conforme a CBHPM os portes atribuídos a cada procedimento cirúrgico já incluem os custos das visitas médicas para o acompanhamento e os cuidados pós-operatórios do paciente.

Porém, um detalhe que poucos se atentam, é que o prazo máximo dessa regra vale para os primeiros  10 (dez) dias após o ato cirúrgico. Esgotado esse prazo, as despesas de acompanhamento médico passam a ser cobradas através dos códigos de  visitas hospitalares (código 1.01.02.01-9), ou para as consultas em consultório (código 1.01.01.01-2), quando se fizer necessário um acompanhamento ambulatorial.

Tenha cuidado, pois cobrança destes códigos durante os primeiros 10 dias do ato cirúrgico pode acarretar em glosa pelo convênio.


Espero que a dica tenha sido útil !!!

O bom entendimento das regras trará uma redução das glosas e um aumento da sua receita!

Se você tiver alguma duvida sobre faturamento hospitalar, clique no Dr. Marvin. As questões mais interessantes poderão ser abordadas nas próximas publicações deste informativo.

O Dr. Marvin deseja um ótimo trabalho e aguarde novas dicas sobre contas médicas e faturamento hospitalar.

 

Categorias: