Inteligência Artificial (IA) aplicada ao faturamento de contas médicas

O setor de saúde vem se beneficiando constantemente com a evolução da tecnologia e em particular com a inteligência artificial (IA). As aplicações para a IA são inúmeras, desde a utilização de robôs para a realização de cirurgias a distância até atividades rotineiras como a análise de imagens para auxiliar o diagnóstico e a recomendações de terapias.

Grandes players estão investindo somas significativas em sistemas inteligentes. A IBM, conseguiu vencer o campeão mundial de Xadrez e o campeão mundial de Jeoparty na década passada e hoje está treinando o seu supercomputador para resolver grandes desafios na área da saúde, em especial no tratamento de câncer.

Do lado do atendimento ao paciente, o uso de chatbots, ou assistentes virtuais, alimentados pela IA estão oferecendo o acesso as informações de forma mais rápida e fácil, melhorando os cuidados e reduzindo a sobrecarga sobre os sistemas de saúde, onde existe um excesso de trabalho e a falta de profissionais disponíveis. Em 2016 a empresa chinesa de tecnologia Baidu lançou um chatbot chamado Melody que “dialoga” com pacientes, respondendo a dúvidas de saúde. O objetivo da empresa com a aplicação é oferecer as informações para que os médicos possam encontrar um melhor diagnóstico aos pacientes.

No Brasil a área de faturamento de contas médicas está com um aliado. Agora há IA está sendo empregada também para auxiliar o setor. Através da simulação do pensamento de um auditor é possível analisar as contas médicas e apontar as melhorias necessárias para evitar problemas com o faturamento junto aos planos de saúde.

Há muito tempo a IA deixou de ser uma tecnologia de filmes de ficção científica e passou a fazer parte das nossas vidas. Ainda não sabemos o que está por vir, mas com o investimento das empresas, a tendência é essa tecnologia difundir por todas as áreas do conhecimento.